Governo de Costa e Silva

- Depois da ocorrência de eleições indiretas, o marechal Costa e Silva assume o poder;

- Logo em que assumiu o poder, foi colocada em vigor a nova Constituição, que tinha sido iniciada no governo de Castello Branca, nesta:

  • A maior parte das decisões são concentradas no Poder Executivo;
  • Estabelece as eleições indiretas para presidente, o qual teria mandato de cinco anos;
  • Proíbe as greves;
  • Abre espaço para futuras leis de censura;
  • Estabelece a pena de morte para crimes contra a  segurança nacional.

- Em 1967, Carlos Marighella, do PCB, cria a Ação Libertadora Nacional (ALN);

- Neste período, grupos de esquerda começaram a se radicalizar, fazendo com que houvesse um endurecimento político;

- Se inicia a construção de Obras Faraônicas, como a ponte Rio Niterói e a usina hidrelétrica de Ilha Solteira;

- Em 1968, pela radicalização da oposição, é criado o AI-5, representando o endurecimento do regime. Neste Ato Institucional, foi proibida qualquer manifestação política e foi vetado o habeas corpus para crimes contra a segurança nacional. Este ainda deu totais poderes ao presidente para fechar o congresso, dar fim a mandatos de parlamentares, decretar estado de sítio e julgar crimes políticos;

- Diversas prisões e a criação da nova Constituição passaram a gerar indignação por parte da população brasileira, criando diversos protestos. Podemos dar grande destaque a Passeata dos Cem Mil, organizada pela UNE, na qual era pedido o fim da ditadura militar. Participaram da mesma, diversos políticos, intelectuais, artistas, estudantes e outras partes da sociedade.

- Em 1969, com problemas de saúde, Costa e Silva se afasta do poder.