Governo Café Filho

- O vice-presidente Café Filho assumiu a Presidência, prometendo encaminhar o processo eleitoral marcado para o ano seguinte;

- Foi organizado um Ministério conservador, com predomínio de membros da UDN. Com isso, foi colocada em prática uma política completamente oposta àquela praticada por Getúlio;

- A sociedade brasileira considerava Café Filho como um "corpo estranho" no governo, que era constituído pela aliança PTB-PSD;

- Nas eleições de 1955, foi eleito o candidato do PSD, Juscelino Kubitscheck, e demonstrando a força política do varguismo, João Goulart elegeu-se vice-presidente;

- O deputado federal Carlos Luz e a UDN, que estavam no poder depois da renúncia de Café Filho tentaram impedir a posse da chapa PSD-PTB, entretanto, o ministro da Guerra, marechal Lott, garantiu o acatamento à Constituição e ao direito de posse.