Segundo Reinado

- Após o Golpe da Maioridade, se inicia o Segundo Reinado, tendo como novo imperador, D. Pedro II, no ano de 1840;

- Em decorrência das rixas políticas entre os Liberais e Conservadores, D. Pedro II cria mecanismos, tentando fazer a figura do imperador parecer um "intermediário imparcial" diante das disputas para tentar agradar os dois partidos;

- Durante alguns anos, o país passa por uma situação estável, até que em 1848 ocorre a Revolução Praieira:

  • Durante o século XIX, o poder em Pernambuco era controlado pela velha aristocracia rural, donos de terras e escravos, tendo como principal família a dos Cavalcantis, que possuía a hegemonia política e exercia forte influência sobre a produção de cana-de-açúcar;
  • A situação fundiária da região era muito ruim, decorrente da grande concentração de terras nas mãos de quatro famílias: Cavalcanti, Albuquerque, Lobo Souza e Rego Freitas, que possuíam cerca de 90% das terras de Pernambuco.
  • A crise econômica na região, fez com que houvesse um grande número de desempregados;
  • A concentração fundiária, miséria e monopólio comercial foram os principais motivos para a eclosão da Revolução Praieira. Profissionais liberais da região faziam uma forte oposição ao governo imperial e aos representantes da província;
  • Grande parte dos participantes do movimento eram intelectuais que escreviam para o jornal "Diário Novo", este jornal foi muito importante para a difusão dos ideais revolucionários baseados nos ideais da Primavera dos Povos;
  • O estopim da revolução foi a nomeação de mais um governante conservador em Pernambuco;
  • Os Praieiros conseguiram afastar o novo presidente da província, entretanto foram derrotados quando tentaram dominar Recife.
  • Obs:O nome praieiros pelo jornal ser escrito na "Rua da Praia".

- No Segundo Reinado, o café passou a tomar espaço na economia brasileira, principalmente no Rio de Janeiro e São Paulo e iniciou-se, a partir daí, o ciclo do café;

- Em 1845, houve uma queda no sistema cafeeiro, pela criação da Bill Aberdeen na Europa, a qual proibia o tráfico negreiro;

  • O tráfico negreiro foi proibido durante a Revolução Industrial, pois a burguesia percebeu que precisava de mais mercado consumidor, e para isso, os trabalhadores precisavam consumir.

- Parte do lucro do café era usada na construção de fábricas;

- Em 1850, é criada a Lei Eusébio de Queiros, a qual dava fim ao tráfico negreiro no Brasil;

- Na década de 1870, o Brasil estava em grande ascensão por causa da grande crescente criada pela economia cafeeira, com isso, muitos imigrantes passaram a vir para o Brasil, com o objetivo de trabalhar nas lavouras de café, em decorrência do aumento dos trabalhos assalariados;

- Apesar de um período de paz e prosperidade econômica, a continuação da mão-de-obra escrava e a tentativa do império de exercer poder sobre os países da Prata, deixavam a população insatisfeita;

- Neste período, foi criada a Tarifa Alves Branco, a qual cobrava impostos de 30% sobre produtos importados que não fossem produzidos aqui e 60% aos que eram. Antes disso, os impostos estavam baixos e com isso o capital estava decaindo;

- Além disso, neste período, acontece a Guerra do Paraguai:

  • Desde a independência, em 1811, o Paraguai possuía um caminha de desenvolvimento nacionalista;
  • O isolamento externo, o intervencionismo estatal e o protecionismo econômico contribuíram para o desenvolvimento econômico, ajudando na erradicação do analfabetismo;
  • Isto tudo facilitou o processo de industrialização, com o objetivo de criar uma auto-suficiência em diversos setores, como por exemplo, os setores têxteis, siderúrgico, químico, alimentício e de armamentos;
  • Até a década de 1860, o Paraguai não estava envolvido em confrontos na região platina. Em 1862, Solano López assume o poder no Paraguai e cria uma ditadura, apesar do apoio popular;
  • O Paraguai não possuía saídas para o mar, e isso era o que faltava para ocorrer um desenvolvimento mais fácil no país, então Solano López idealizou uma expansão territorial, fazendo uma união com o Uruguai e dominando o Rio Grande do Sul e Mato Grosso, formando assim o Grande Paraguai;
  • O Brasil estava em guerra contra o Uruguai e então derrubou o líder político do Uruguai, Aguirre. Com isso, o ditador paraguaio rompe relações diplomáticas com o Brasil;
  • O estopim para a guerra ocorreu quando um navio brasileiro que estava navegando pelo rio Paraguai foi apreendido, esta atitude fez com que o Brasil enviasse tropas, fazendo com que o conflito tivesse início;
  • O Brasil saiu vitorioso na guerra, gerou uma enorme crise no Paraguai: o país ficou totalmente destruído e a maior parte da população masculina foi exterminada.

- Para o Brasil, esta guerra teve altos custos econômicos. A situação financeira do império agravou-se. Com isso, o país teve que pegar empréstimos na comunidade internacional;

- Valorizados e prestigiados pela vitória na guerra, os militares brasileiros passaram a exigir mais poder político, aumento salarial e o direito de voto;

- O movimento abolicionista estava com muita força, e conseguiram, então, em 1871 e 1885 criar a Lei do Ventre Livre e a Lei dos Sexagenários:

  • A Lei do Ventre livro previa que os proprietários deveriam manter as crianças até os oito anos de idade, quando poderiam optar em serem livros e receberem uma indenização do governo, ou manter a criança até completar vinte um anos e libertá-la, entretanto, sem indenização;
  • A Lei dos Sexagenários libertou os negros com idade superior aos 65 anos. Mas era muito raro se encontrar um escravo com mais de 65 anos.

- Sob forte pressão dos países europeus, finalmente, em 1888, é assinada a Lei Áurea no Brasil, a qual proíbe a escravidão no Brasil;

- Neste período, o Império possuía quatro pilares de sustentação, que entraram em crise:

  • Os militares, que estavam insatisfeitos com o governo pela falta de participação política e baixos salários;
  • A igreja, que queria o fim do regime de padroado e beneplácito, também queria o fim do império;
  • Cafeicultores; havia sido prometida uma indenização pela necessidade da liberdade dos escravos, entretanto, os mesmos levaram um calote do governo, por esta dívida não ter sido paga.

- Com isso, a Monarquia ia perdendo sustentação. Membros da ala moderada do Partido Republicano decidiram se unir ao exército e dar um golpe no governo;

- Em 15 de novembro, se inicia uma rebelião, liderada pelos militares, forçando o exílio de Dom Pedro II. No dia 16, a casa do imperador foi cercada, e deram 24 horas para o mesmo fugir do Brasil. Com isso, D. Pedro II partiu para Portugal, sendo proclamada a república no Brasil.