Período Helenístico

 

- Ao norte da Grécia, havia, em uma região montanhosa, o reino da Macedônia, o qual era controlado pela nobreza agrária e tinha como imperador Filipe II;

- Filipe II, era um grande admirador da política grega, então decidiu restringir o poder da aristocracia, distribuindo diversas terras aos camponeses. Com isso, ganhou o apoio de grande parte da população, e facilitou a formação de um grande exército;

- Em decorrência da construção do mesmo, Filipe II conseguiu ocupar a Grécia. Contudo, pelo seu conhecimento sobre os cidadãos gregos, manteve a autonomia dos mesmos, respeitando a constituição;

- Em 336 a.C., Filipe II foi assassinado, se tornando rei, o seu filho, Alexandre.

- Entre 334 a.C. e 324 a.C., Alexandre conseguiu chegar aos objetivos expansionistas de seu pai, de conquistar o Egito, o Império Persa e as regiões próximas ao Rio Indo;

- Alexandre dizia ter o objetivo de integrar culturalmente as áreas conquistadas. Com grande habilidade política, criou mais de 30 cidades, dando instituições semelhantes às de uma pólis;

- Acredita-se, ter sido a grande obra histórica de Alexandre: fundir a cultura oriental e a grega, criando a cultura helenística;

- Alexandre morreu na Babilônia, em 323 a.C.. Deixou um enorme império. Entretanto não possuía herdeiros, assim foram iniciadas uma série de negociações e batalhas, entre seus grandes generais pela posse e divisão do império;

- Todo este império caiu entre os anos 190 a.C. e 31 a.C, com o imperialismo romano.